Teatro: comédia “Histeria” marca o retorno de Jô Soares a direção

Teatro: comédia “Histeria” marca o retorno de Jô Soares a direção

Assinada pelo dramaturgo Terry Johnson e sob a direção de Jô Soares, “Histeria” tem como trama principal o encontro do pai da psicanálise, Sigmund Freud, com o mestre do Surrealismo, Salvador Dalí.

O texto é ambientado no final dos anos 30, quando Freud, já perto da morte, vive em Londres para escapar do nazismo. Perturbado, é visto em situações atrapalhadas. Numa das sequências mais absurdas, por exemplo, o psicanalista encontra-se segurando uma bicicleta coberta por caramujos, com uma das mãos presa dentro de uma galocha e com a cabeça enfaixada numa espécie de turbante.

Entre delírios surrealistas e viagens pela psique humana, diálogos inteligentes, alucinações e farsas, o espetáculo toca na histeria humana e social — um distúrbio emocional tão complexo, segundo o ator Cassio Scapin, quanto o atual estado emocional que os brasileiros estão vivendo com a esquizofrenia política contemporânea. Se é a arte ou a psicanálise que traz a cura?

A peça, originalmente escrita em 1993, conta com a atuação de Norival Rizzo como Freud, Cassio Scapin como Salvador Dalí, Érica Montanheiro no papel de uma mulher misteriosa e Milton Levy como Yarruda, um médico judeu. O espetáculo marca o retorno de Jô Soares como diretor de teatro.

O patrocínio de “Histeria” é da Total Lubricantes do Brasil.

Serviço:

“Histeria”

Local: Teatro Raul Cortez, Rua Dr. Plínio Barreto, 285 – São Paulo, SP, (11) 3254-1831

Temporada: até 01 de outubro de 2017

Dias e Horários: sextas, às 21h30; sábados, às 21h; domingos, às 19h

Classificação: 14 anos

Gênero: comédia

Duração: 105 minutos

Ingressos: R$ 50,00 reais (sextas); R$ 80,00 (sábados); R$ 70,00 (domingos)

 

 

Sem Comentários

Insira um Comentário

0Shares