Serviço: falta de manutenção é o principal motivo de atendimentos nas estradas

Serviço: falta de manutenção é o principal motivo de atendimentos nas estradas

A cena é simples: você está na estrada e observa uma quantidade grande de carros parados na estrada. O motivo é simples: a falta de manutenção dos veículos. Segundo estatísticas de concessionárias de rodovias, os atendimentos por falhas mecânicas e falta de revisão são frequentes no dia a dia. Em 2016, por exemplo, a CCR AutoBAn, que administra o Sistema Anhanguera-Bandeirantes no Estado de São Paulo, registrou mais de 63 mil ocorrências no período de janeiro a agosto deste ano.

Dentre os principais problemas constatados pela concessionária estão pane mecânica, pneu furado e falta de combustível, que somam quase 57 mil atendimentos. As ocorrências ainda incluem outras falhas, como: superaquecimento do motor, pane elétrica e bateria descarregada, de acordo com a AutoBAn.

Optar pela prevenção nos cuidados com o veículo deveria ser sempre a primeira atitude, especialmente antes de pegar a estrada, já que realizar revisões com regularidade influencia diretamente na segurança para os usuários, mais fluidez no trânsito, além de evitar imprevistos e chateações.

A Semana Nacional de Trânsito, celebrada de 18 a 25 de setembro, tem neste ano o mote “Minha escolha faz a diferença no trânsito” e a rede Bosch Service reforça a importância de fazer um check-up nos veículos, principalmente para quem está sempre circulando nas rodovias. Afinal, reduzir os riscos de acidentes é uma tarefa de todos – motoristas e pedestres – cada um fazendo sua parte, com consciência e respeitando as leis. Neste sentido, vale destacar ainda que a falta de conservação de equipamentos obrigatórios e de segurança implica em infrações passíveis de multas.

Para ter mais tranquilidade e segurança ao rodar na cidade e nas estradas, a Rede Bosch Service orienta que é importante checar diversos itens do veículo, entre eles: alinhamento da direção, balanceamento das rodas, freios, faróis, palhetas, cabos, sistemas elétrico, de injeção e ignição, além da bateria, calibração dos pneus, filtros e o nível de combustível no tanque.

É preciso também considerar que a manutenção seja realizada por profissionais especializados e em estabelecimentos de confiança para assegurar qualidade do serviço. Além disso, é essencial que a oficina tenha equipamentos de teste e de diagnose adequados para uma análise mais completa, ágil e assertiva.

Sem Comentários

Insira um Comentário