Fórmula 1: FIA vai ser mais rígida para quem “queimar” as largadas

Fórmula 1: FIA vai ser mais rígida para quem “queimar” as largadas

Na sexta-feira da semana passada, dia 22 de setembro, uma importante decisão foi anunciada pela FIA que vai ser mais rígida e com punições mais pesadas para os pilotos que “queimarem” a largadas nas provas de Fórmula 1.

Tal medida deve-se ao fato da discussão em torno da largada de Valtteri Bottas no GP da Áustria desta temporada. A largada do piloto finlandês da Mercedes-Benz  foi tão perfeita – 0,2 segundos depois do apagar das luzes vermelhas, de acordo com a FIA – que muita gente duvidou da partida dentro dos termos. Foi uma largada tão perfeita que seus adversários acusaram Bottas de ter cometido uma “falsa-partida” nessa corrida.

A polêmica fez com que a discussão voltasse a estar em cima da mesa e novas regras foram delineadas. Por isso, a quem cometer falsas largadas será punido a partir da próxima etapa da temporada e será punido de forma mais severa.

Mas não é só: quem não se posicionar no grid de partida de forma correta (quem estiver fora da marcação, neste caso), comete uma infração, tal como se debateu acerca de Vettel no GP da China este ano.

Os pilotos que forem sinalizados com tais infrações vão passar a ser punidos com duas novas medidas: um drive-through ou um stop&go de 10 segundos no box.

 

Sem Comentários

Insira um Comentário