Fórmula 1: Toto Wolff defende a postura de Sergio Marchionne

Fórmula 1: Toto Wolff defende a postura de Sergio Marchionne

A guerra ainda não acabou entre as equipes por conta das decisões tomadas em relação às novas medidas técnicas adotadas para a Fórmula 1. Sergio Marchionne, por exemplo, já avisou que a Ferrari não fica de “mimimi” e que se os regulamentos da F1 não corresponderem às expetativas, até 2020, a Scuderia vai mesmo se retirar da categoria..

Ameaças que devem ser levadas a sério, segundo Toto Wolff. O chefe da Mercedes apela ao discernimento do grupo Liberty Media e aconselha os novos donos da F1 a “pararem de provocar a Ferrari”.

“Marchionne deve ser levado a sério. Estou tranquilo, porque a Ferrari é a F1 e a F1 é a Ferrari. Mas, se eu fosse os novos promotores da F1, o grupo Liberty Media, eu não continuaria provocando Marchionne com sugestões inaceitáveis ou mudanças que não têm sentido. A F1 deve permanecer com as estruturas básicas. Temos de melhorá-las e adaptar-nos a um novo ambiente dos media. Mas precisamos de evolução, e não de uma revolução ingênua”, explicou Toto.

 

Sem Comentários

Insira um Comentário