Avaliação: Hyundai Creta Pulse Plus 1.6, o Creta que faltava

Avaliação: Hyundai Creta Pulse Plus 1.6, o Creta que faltava

O Hyundai Creta, fabricado aqui mesmo em Piracicaba, caiu no gosto dos brasileiros. Quando foi lançado em 2016 trazia apenas a opção da motorização 2.0. Mas, no ano passado, a marca coreana colocou no mercado a versão Pulse Plus, equipada com motor 1.6.

A grande novidade do Hyundai Creta Pulse Plus é a motorização o motor 1.6 de 128 cv  e 16,5 mkgf de torque, a mesma de seu irmão compacto HB 20. Ou seja, tem o motor na medida certa para enfrentar concorrentes como Nissan Kicks SV 1.6 CVT e Jeep Renegade Sport 1.8 AT.

Esta motorização não tira do Hyundai Creta dois de seus principais destaques. O primeiro é o conforto acústico: a cabine é muito bem isolada de ruídos de vento e da rolagem dos pneus. Eventualmente você ouvirá o esforço do motor, mas em níveis aceitáveis. Obviamente há perda de desempenho em relação ao 2.0 de 166 cv e 20,5 mkgf, claro. Mas o motor 1.6, acredite, permite um rodar mais confortável.

Mas qual o porquê desta vantagem: o acelerador da versão 2.0 é muito sensível e a programação do câmbio automático de seis marchas não explora as marchas como deveria. Em longas subidas é difícil manter a velocidade dada a indecisão do câmbio.

Outro destaque também fica por conta da suspensão é outro destaque. Absorve irregularidades e imperfeições do asfalto e não bate seco em buracos, mas é firme (principalmente na traseira) e controlada na hora de atacar ma curva em alta velocidade. E a direção ajuda com boa precisão e peso correto, variável de acordo com a velocidade.

No mais, o Pulse Plus é como qualquer outro Hyundai Creta. Tem posição de dirigir correta, com grande amplitude de ajustes para bancos e volante, bancos confortáveis e espaço interno bom para cinco pessoas. O porta-malas tem ótimos 431 l de capacidade.

Algumas diferenças foram colocadas na versão 2018 do Hyundai Creta – a versão avaliada era a de 2017 – a primeira foi a adoção do sistema multimídia BlueMidia que traz conexão com o celular, ligando aos navegadores. A outra foi a troca da antena barbatana por uma simples.

No mais,  pacote de equipamentos ainda inclui controles de estabilidade e tração, assistente de partida em rampa, rodas de liga leve aro 17″, Isofix, repetidor de seta nos retrovisores, faróis de neblina com luz de conversão e start-stop. É o Creta que faltava. Por R$ 89.990, incorpora alguns equipamentos antes exclusivos do Prestige 2.0.

Ficha técnica Hyundai Creta Pulse 1.6

  • Motor:flex, dianteiro, transversal, 4 cilindros em linha, 1.591 cm³, 16V, 77 x 85,4 mm, 11:1, 130/123 cv a 6.000 rpm, 16,5/16 mkgf a 4.500 rpm
  • Câmbio:automático, 6 marchas, tração dianteira
  • Suspensão:McPherson (diant.), eixo de torção (tras.)
  • Freios:discos ventilado (diant.), tambor (tras.)
  • Direção: elétrica, 2,7voltas entre batentes; diâmetro de giro, 10,6 m
  • Pneus:215/60 R17
  • Dimensões:comprimento, 427 cm, largura, 178 cm; alt., 163,5 cm; entre-eixos, 259 cm. Porta-malas, 431 l; tanque decombustível, 55 l; peso, 1.359 kg; peso/potência, 10,45 /11,05 kg/cv; peso/torque, 82,36/84,94 kg/mkgf
  • Preço:R$ 89.990

 

 

Sem Comentários

Insira um Comentário