“Liberte-se”, uma exposição digital em homenagem às mulheres motociclistas

“Liberte-se”, uma exposição digital em homenagem às mulheres motociclistas

No Mês das Mulheres, motociclistas recebem homenagem de jornalista e fotógrafa

Março, como você sabe, é comemorado o Dia Internacional das Mulheres. E para homenageá-las a repórter e fotógrafa Eliana Malizia fez um ensaio fotográfico que pretende trazer diálogo e reflexão através de imagens especiais de superação como perda de filho ou obesidade. São sete mulheres que vivenciaram algum problema real e conseguiram superar a adversidade após virarem motociclistas.

Na primeira imagem em preto e branco, uma foto que remete uma fase triste do passado. E na segunda imagem, a fotografia desta mulher feliz, cabelos ao vento, sorridente, em cima de uma moto. Uma prova que a motocicleta mudou para melhor a vida delas.

“Como sou repórter do setor duas rodas, não teria como ser diferente, pensei em uma homenagem em especial para as mulheres motociclistas, porém, a mensagem que será transmitida, servirá para todas mulheres. Mostrar de forma real, que quando se descobre o prazer por um esporte, por uma atividade, é possível se libertar de todos os sentimentos ou lembranças ruins, até mesmo de depressão e ansiedade, sem precisar de remédio algum.

“Liberte-se” é uma exposição digital para ser compartilhada, que levará motivação para mais mulheres pilotarem motocicletas e/ou buscarem um prazer que preencha suas almas, para serem mais livres e felizes. Acredito muito nisso!” afirma Eliana Malizia.

Liberte-se…

“Amor abusivo e que te deixa pra baixo, não são verdadeiros, quem te ama, te levanta..então saia dessa, liberte-se.

Sinta o vento, ele tem o poder de deixar angústias e tristezas para trás, liberte-se.

Largue os vícios, saia da rotina, liberte-se.

Cuidado com as tentações, elas só aparecem em momento de solidão, e quem tem um hobby, nunca se sente sozinha, liberte-se.

A gula é sinônimo de ansiedade, pratique esportes, viaje, dance… e você sentirá menos fome, liberte-se.

Aceitar agressão, seja ela moral ou física, é agredir a si mesma, denuncie e liberte-se.

Se é vítima de preconceito, não leve a sério. Pessoas preconceituosas pararam no tempo, e você tem uma longa estrada a percorrer , afinal você é guerreira, você é incrível, liberte-se.

Pense na melhor pessoa do mundo pra você , até mesmo aquela que já partiu. Imagine ela te abraçando. Lembrar de pessoas que amamos é uma forma de sentir a presença delas! Leve ela na garupa, mesmo que seja na imaginação. Sinta o verdadeiro amor e, liberte-se.

Descubra algo que te deixa maior, que te deixa melhor, que te faça esquecer do que não te faz bem! Lembre-

se, você pode ser feliz TODOS OS DIAS!

Você é MULHER! Liberte-se!!!”

Texto e fotos: Eliana Malizia

 

Confira, a seguir, as imagens da mostra virtal de Eliana Malizia:

Priscila Camillis perdeu uma filha de 2 anos. Na Foto segura uma boneca de pano que era da filha. A moto ajudou amenizar a dor, hoje viaja de moto pelo Brasil e também fora do país. Ela é apaixonada por motos.

Adriana Maigaki , ficou viúva cedo. A moto ajudou superar a perda, hoje é o seu maior prazer.

Camila Delgado, passou por uma fase difícil, fase de amor tóxico. A moto é sua paixão , sentir o vento faz elas esquecer dos problemas.

Priscila Coelho, estava muito acima do peso, sofreu muito com a falta de auto estima. Emagreceu, comprou uma moto e hoje se sente a mulher mais feliz do mundo.

Camila Andraos, segura na mão a foto dos pais. Perdeu seu pai a pouco tempo e sua mãe tem demência senil, não a reconhece mais. Comprou uma moto, e hoje a moto é sua válvula de escape. Todos os finais de semana viaja com amigos.

Ingrid Vasconcelos, se isolou por um um ano, sofria de depressão. Descobriu a paixão por viajar de moto e hoje está curada.

Jeska Giovoni, sofreu muito com termino de um namoro.
Comprou uma moto, e em pouco tempo não lembrava mais do ex.

Sem Comentários

Insira um Comentário