Mercado: Royal Enfield anuncia investimento de US$ 120  milhões para o ano fiscal de 2018-19

Mercado: Royal Enfield anuncia investimento de US$ 120  milhões para o ano fiscal de 2018-19

Marca mantém objetivo de expandir segmento de média cilindrada
globalmente e foca em infraestrutura e novas subsidiárias

Mercado melhorou e não faltam investimentos. A Royal Enfield anuncia que realizará investimentos de US$ 120 milhões durante o ano fiscal de 2018-19 – que se iniciou em 1º de abril de 2018 e termina em março de 2019. Os focos serão a segunda fase de construção da fábrica de Vallam Vadagal, na Índia, o estabelecimento de novas subsidiárias no sudeste asiático e o aumento da capacidade de produção para 950.000 unidades anuais.

“Nossa demanda continua excedendo a oferta e vemos forte crescimento em todos os mercados em que atuamos. Por isso, decidimos expandir nossa capacidade de produção com a segunda fase de construção de nossa fábrica em Vallam Vadagal”, observa Siddhartha Lal, diretor geral e CEO da Eicher Motors Ltd, conglomerado automotivo que controla a Royal Enfield. A fábrica de Vallam Vadagal iniciou sua produção em agosto do ano passado e sua segunda fase de construção fornecerá uma capacidade produtiva ainda maior.Outra das fábricas da Royal Enfield, na região de Oragadam, passa por um processo melhorias de produtividade. Com esses investimentos, o objetivo da marca é atingir a capacidade de produção anual de 950.000 unidades.

Os investimentos em infraestrutura da marca também terão outros alvos. O Centro Tecnológico de Chennai será entregue ainda este ano, para trabalhar em conjunto com o Centro Tecnológico do Reino Unido (UKTC), inaugurado em novembro do ano passado. A marca também investirá para o desenvolvimento de novos produtos, para atender às regulamentações futuras e expandir o portfólio para os mercados globais.

“Continuamos expandindo nosso portfólio com modelos e versões, como as novas Thunderbird X e as cores Gunmetal Grey, Stealth Black e Redditch da Classic 500. Interceptor INT 650 e Continental GT 650 também serão lançadas em breve. Temos uma ampla rede de distribuição na Índia, uma crescente presença internacional e estruturas de desenvolvimento de produtos com tecnologia de ponta. A Royal Enfield está preparada para expandir o segmento de motocicletas de média cilindrada globalmente”, conclui Lal.

A Royal Enfield decidiu abrir duas subsidiárias na Indonésia e na Tailândia até março de 2019, para fortalecer ainda mais a presença da marca e impulsionar as atividades de desenvolvimento em ambos os mercados. A região tem alguns dos principais públicos de duas rodas do mundo, uma cultura do motociclismo difundida e as motocicletas da marca tiveram boa receptividade nos dois anos em que já atua na região. Os dois países se juntarão a EUA e Brasil, que já contam com subsidiárias da Royal Enfield desde 2015 e 2017, respectivamente.

 

Sem Comentários

Insira um Comentário