Economia: Harley-Davidson vai fabricar motos na Europa

Economia: Harley-Davidson vai fabricar motos na Europa

Aumento de taxas alfandegárias europeias causadas por política de Trump fazem HD mudar fabricação para o Velho Continente

A Harley-Davidson estuda a possibilidade de mudar parte da sua produção para fora dos Estados Unidos devido ao aumento de taxas alfandegárias da União Europeia (UE), uma medida de Bruxelas como represália pela subida de taxas por Washington- leia-se política economia do governo de Donald Trump.

Em reunião, a empresa de Milwaukee explicou aos seus acionistas que irá passar a fabricar fora dos EUA as motos que vende para a Europa, com o objetivo de evitar taxas alfandegárias, segundo a imprensa norte-americana.

“Aumentar a produção internacional não é a preferência da empresa, mas representa a única opção sustentável para tornar acessíveis as motos para os clientes da UE e manter um negócio viável na Europa”, anunciou a empresa na declaração aos acionistas. A Harley-Davidson anunciou que concluirá a transferência de parte de sua produção num período entre nove e 18 meses.

Na conferência com os acionistas, a administração da empresa informou que, devido às novas taxas, as motos que exporta dos Estados Unidos da América para a Europa teriam um custo extra de 2.220 dólares (R$ 9 mil ).

Segundo dados da Harley-Davidson, 40 mil pessoas da Europa compararam motas da marca em 2017, tornando o mercado europeu a segunda fonte de receitas da empresa norte-americana.

 

Sem Comentários

Insira um Comentário