Royal Enfield apresenta a off-road Himalayan

Royal Enfield apresenta a off-road Himalayan

Projetada nos Himalaias, motocicleta mais aguardada da marca vai ampliar mercado de média cilindrada e de turismo de aventura no País

A Royal Enfield está trazendo o modelo off-road Himalayan para o Brasil. Voltada para o turismo de aventura, é o resultado de 60 anos de experiência da Royal Enfield em alguns dos terrenos montanhosos mais desafiadores do mundo – os Himalaias. Com design único e motor LS 410 desenvolvido especialmente para este modelo, é a opção mais pura, acessível e sem excessos do segmento no país. A Himalayan é a Royal Enfield com mais características off-road, o que a torna capaz de ser pilotada tanto no trânsito das grandes cidades quanto em trilhas complicadas. Uma das motocicletas mais esperadas de 2019, a Himalayan está disponível em duas opções de cores – Granite e Snow – e será comercializada pelo valor de R$ 18,990,00 – sem frete.

“A Himalayan é fruto da longa história de seis décadas de pilotagem da Royal Enfield em seu lar espiritual – os Himalaias. Nossa maior reflexão em todos esses anos foi que a melhor motocicleta para a região não é a que tenta dominar o ambiente, mas sim a que é capaz de seguir seu fluxo natural”, explica Arun Gopal, diretor de Negócios Internacionais da Royal Enfield. “Os modelos de turismo de aventura que atualmente definem esta categoria são muito grandes e acabam não se saindo bem em terrenos como dos Himalaias. São muito pesados, complicados e inadequados para este tipo de região. Projetada sob medida e a partir do zero, a Himalayan é uma motocicleta simples e capaz de ir a qualquer lugar, que vai diversificar o turismo de aventura no Brasil”, complementa Gopal. A Himalayan já está presente em outros países e é um dos modelos mais vendidos da Royal Enfield, em mercados como Estados Unidos, Reino Unido e Austrália, além de muitos outros no continente europeu.

Sustentada por um robusto chassi em berço duplo projetado, desenvolvido pela Harris Performance, a Himalayan é equilibradamente estável e ágil. Sua forte suspensão articulada traseira monochoque permite viagens mais longas e proporciona uma experiência de pilotagem suave, independentemente do terreno.

Com distância do solo de 220 mm, o modelo supera obstáculos típicos de off-road, como leitos de rios rochosos ou cruzamentos de riachos. A combinação de aros de rodas é pensada para aumentar o controle ao pilotar sobre rochas e outros terrenos irregulares.

A Himalayan é impulsionada por um novo e evoluído comando de válvulas, que formam a base de seu motor LS 410 de longo curso. O motor oferece alto torque e potência utilizável em rotações mais baixas, o que torna a pilotagem suave em marchas mais altas ou velocidades reduzidas, facilitando a subida de ladeiras e manobras no trânsito pesado. O design moderno e os materiais utilizados no motor oferecem mais eficiência e baixa manutenção – a Himalayan é uma motocicleta que pode rodar até 10 mil quilômetros entre trocas de óleo.

Seu tanque de combustível de 15 litros oferece autonomia de aproximadamente 450 quilômetros. Os pontos de fixação de bagagem para malas rígidas, alforjes e galões de combustível fazem parte do design da motocicleta, sem necessidade de alterações. O painel de instrumentos é simples e controla velocidade, direção, temperatura ambiente, tempo de viagem, intervalos de manutenção e diversas distâncias de viagem.

A sincronização ergonômica entre pedaleiras, guidão e altura do assento proporciona uma postura confortável de pilotagem, uma necessidade em longas viagens. Seu baixo centro de gravidade garante facilidade em colocar os pés no chão e assegura controle total durante a pilotagem. A Royal Enfield Himalayan ainda vem equipada com pneus on/off-road, que proporcionam aderência e desempenho confiáveis em uma grande variedade de condições, e um completo controle de frenagem, com freios a disco de 300mm dianteiro e 240mm traseiro, que ajudam a reduzir o esforço. Ambas rodas tem sistema ABS de série.

A Royal Enfield investiu muito tempo e esforços para testar extensivamente a Himalayan com especialistas e em vários terrenos, que somaram incontáveis quilômetros de pilotagem – tanto na estrada quanto fora dela. Os testes ocorreram no aeródromo de Bruntingthorpe, no Reino Unido, e na pista de corrida de Sriperumbudur, em Chennai, na Índia, passando por terrenos off-road e ambientes urbanos. Em seguida, foi colocada à prova em condições reais de pilotagem nos Himalaias.

Sem Comentários

Insira um Comentário