Renault declara guerra a Red Bull

Renault declara guerra a Red Bull

Marcin Budkowski  diz:“Estão com medo de nós”

A disputa entre a Renault e a Red Bull continua a alta velocidade quando a Fórmula 1 neste período de recesso da categoria. Desta vez, a equipe francesa diz que a rival austríaca está com “medo”.

A justificativa da Renault para esta nova afirmação é a conclusão que retira do fato de a Red Bull não ter deixado Daniel Ricciardo testar com a equipe francesa antes do final do ano – o australiano trocou Milton Keynes por Enstone (para a época 2019), mas foi obrigado pela Red Bull a cumprir o contrato que tinha até final de 2019.

E Ricciardo acabou por não poder experimentar o Renault R.S. 18 do Mundial do ano passado. “Ele está treinando como simulador, tem estado com os engenheiros. É difícil quando não pilotou o carro. Teria sido ótimo que ele tivesse pilotado o carro em Abu Dhabi, mas nós não conseguimos que isso acontecesse. Ficamos desapontados por não conseguir ter o seu feed-back»sobre o carro do ano passado porque teria sido muito útil para nós”, afirmou o diretor executivo da Renault F1 Marcin Budkowski. “O fato de não ter acontecido, e sem o apontar do dedo, é bastante elogioso para nós porque significa que os outros estão com medo de nós e não querem dar-nos o que seja que possa ser uma vantagem competitiva.”

 

Sem Comentários

Insira um Comentário