Bernie Ecclestone quer resolver a crise na F1

Bernie Ecclestone quer resolver a crise na F1

 

Antigo dirigente máximo se coloca à disposição da categoria para resolver “imbróglio” etre as partes envolvidas

Bernie Ecclestone quer voltar a cena. O baixinho poderoso chefão que comandava a Fórmula 1, que ainda ocupa cargo de presidente emérito, revelou agora que “não quer fechar os olhos e deixar que a F1 deixe de ser a categoria máxima do automobilismo mundial”.

Ecclestone disse estar disponível para ajudar os atuais responsáveis pela Fórmula 1 a encontrarem uma plataforma de entendimento com os promotores das corridas para o futuro da F1.

Esta posição de Ecclestone surge depois da Associação de Promotores da F1 (https://supertopmotor.com.br/index.php/2019/01/31/crise-na-formula-1/) ter vindo criticar publicamente a administração do Liberty Media, afirmando que o futuro da categoria está em jogo.

“Se as pessoas pensarem que posso ajudar só tem que me dizer. Farei o que me for pedido e estou disposto a ajudar”, revelou Bernie Eccleston em entrevista ao jornal inglês Daily Mail.

 

Sem Comentários

Insira um Comentário