Tecnologia: soluções para a mobilidade limpa

Tecnologia: soluções para a mobilidade limpa

Conceito prevê aplicação de materiais e desenvolvimento de novas tecnologias
para a próxima geração de veículos

Tecnologia a serviço da mobilidade limpa. A Umicore, por meio do conceito Mobilidade Limpa, diferentes materiais e se posiciona em linha com as tendências de propulsão das próximas décadas, nas quais os veículos elétricos e híbridos passam a exercer um maior protagonismo. A multinacional belga segue três tendências fundamentais: legislações mais rígidas de controle de emissões de gases tóxicos, eletrificação/hibridização de veículos para redução de CO2 e também reciclagem de materiais para combater a escassez de matérias-primas. “Além de produzirmos os catalisadores automotivos, identificamos as novas demandas do mercado e desenvolvemos novas soluções em materiais destinados às baterias recarregáveis e catalisadores para células de combustível”, observa Cláudio Furlan, gerente de Marketing e Vendas.

Visto que, nos próximos anos, a participação de veículos híbridos e elétricos vai aumentar gradativamente no mercado mundial, a empresa já produz em escala os materiais para a mobilidade limpa. No caso dos catalisadores automotivos, sua maior transformação ocorre na tecnologia que atende a um ciclo de trabalho mais frio. Em um carro híbrido, por exemplo, o motor a combustão fica grande parte do tempo desligado e o catalisador resfria. Para converter adequadamente os poluentes, ele precisa ser desenhado para menores temperaturas de exaustão dos gases.

Os conceitos de Mobilidade Limpa também são aplicáveis aos veículos pesados com operações intermitentes, como ônibus, caminhões de entregas ou vocacionais. A eletrificação ou hibridização de veículos comerciais são viáveis em operações de parada e partida (muito comum em ônibus urbanos). As arrancadas ocorrem no modo elétrico, privilegiando a redução da emissão de poluentes. “A Umicore fornece os materiais-chave para estas baterias recarregáveis, que podem ser de íons de lítio ou de níquel metal hidreto. Elas podem ser aplicadas em diferentes tipos de veículo”, explica o executivo da Umicore.

Os catalisadores para as células de combustíveis são outra frente de desenvolvimento e produção em série da Umicore. Recentemente, foi anunciado mais um investimento, de 10 milhões de euros, para a expansão da capacidade produtiva, com o objetivo de atender a demanda crescente. “Foi identificada uma maturidade na tecnologia, que permite aos fabricantes lançarem veículos em escala comercial, hoje abastecidos com hidrogênio. Em longo prazo, espera-se que a utilização de reformadores permita o abastecimento com etanol”, comenta Furlan.

Além de fornecer diferentes materiais alinhados com o conceito de Mobilidade Limpa, a Umicore também está atenta com a reciclagem. Os catalisadores automotivos e as baterias recarregáveis são recicladas ao final de sua vida útil. “Os materiais-chave, de maior valor agregado, como metais preciosos dos catalisadores automotivos, são reaproveitados em novos produtos. Os materiais inertes são reutilizados em outras aplicações”, finaliza o executivo.

Sem Comentários

Insira um Comentário