Dicas para identificar de folgas no sistema de suspensão

Dicas para identificar de folgas no sistema de suspensão

Para identificar onde ocorre o problema, é preciso fazer uma análise minuciosa em todo os itens, como bucha de bandeja, do pivô, do terminal de direção e do terminal axial

Como é do conhecimento de todos, o sistema de suspensão, composto por diversos componentes, entre eles, amortecedores, molas, braço oscilante ou bandeja de suspensão, pivô, batentes e barra estabilizadora, é responsável por absorver as irregularidades do solo, manter os pneus no chão e a estabilidade do veículo. “É preciso ficar atento na hora da manutenção, pois apesar de o amortecedor ser uma das peças mais importantes do sistema não é a única que pode apresentar problema. Ruídos provenientes da suspensão podem ser indícios de comprometimentos das peças ou de folgas no sistema”, afirma Eduardo Guimarães, técnico da Nakata.

Segundo Guimarães, a suspensão pode apresentar diversas folgas, prejudicando o desempenho do sistema. “Na hora da revisão do sistema de suspensão, as folgas podem ser identificadas com o uso de uma alavanca”, explica o técnico, enumerando os vários tipos de problemas que podem ser encontrados no sistema de suspensão: folga de bucha de bandeja, do pivô, do terminal de direção, do terminal axial, da bucha da barra estabilizadora, da bucha do quadro da suspensão e do coxim superior do amortecedor. “Nas bieletas, a análise deve ser feita no pino esférico, a única peça que obrigatoriamente deve ser verificada na rampa de alinhamento, com a roda no chão”, enfatiza.

Sem Comentários

Insira um Comentário