Peças de reposição para carros autônomos são seguras

Peças de reposição para carros autônomos são seguras

Pesquisadores da Kaspersky analisaram a tecnologia para este nicho, já que representa uma área totalmente nova para o cibercrime

Muito tem se falado sobre os carros autonônomos. As tecnologias para carros autônomos aprimoram a experiência de direção, mas esta área é totalmente nova para o cibercrime. E os ataques são inevitáveis: basta a tecnologia se tornar essencial para que os problemas com segurança aumentem.

Frente a este cenário, os pesquisadores da Kaspersky decidiram investigar se os relatórios de segurança em dispositivos IoT tiveram algum impacto nos fabricantes de dispositivos inteligentes para a indústria automotiva.

Os especialistas da empresa analisaram vários dispositivos selecionados aleatoriamente, incluindo um OBD dongle, sistema de monitoramento de temperatura e pressão dos pneus, um sistema de alarme inteligente, um rastreador GPS e um dashcam controlado por aplicativo.

As descobertas foram uma surpresa: embora o setor de IoT tenha sido considerado vulnerável, esses dispositivos inteligentes no setor automotivo mostraram-se bastante seguros, pois não apresentaram grandes vulnerabilidades. No entanto, foram detectados outros problemas de segurança: acesso remoto aos dados dinâmicos de condução utilizando ferramentas de exploração, manipulação de sinais do sistema de monitoramento de pneus e, o mais alarmante, abertura das portas utilizando o sistema de alarme. No entanto, todos esses pontos são de difícil implementação ou não oferecem um resultado óbvio ou imediato ao criminoso.

“Os dispositivos que examinamos atendem muitas políticas de segurança e foram satisfatórios neste quesito, com exceção de alguns pequenos problemas. Isto se deve em parte à limitada funcionalidade destes dispositivos, à falta de graves consequências no caso de um ataque bem-sucedido por meio deles e também graças à atenção dos fabricantes. Ficamos felizes em ver que eles investiram para tornar esses dispositivos mais seguros, um bom sinal para a indústria automotiva. No entanto, isso ainda não é motivo para relaxar: com base em nossa experiência, quanto mais inteligente o dispositivo, maiores as chances de que problemas de segurança ocorram. É por isso que a segurança deve ser considerada desde os estágios iniciais do desenvolvimento do produto, especialmente à medida que uma nova geração de dispositivos inteligentes chega ao mercado”, explica Victor Chebyshev, especialista em segurança da Kaspersky.

Para manter esta vigilância nos dispositivos automotivos, a Kaspersky aconselha:

1.    Ao aprimorar uma parte do veículo com peças inteligentes, avalie os riscos de segurança. Pense duas vezes se o dispositivo tem algo a ver com a telemetria do carro ou acesso ao que se pode chamar de “cérebros”;
2.    Antes de comprar um dispositivo, pesquise na internet por notícias de quaisquer vulnerabilidades. É provável que o dispositivo que você vai comprar já tenha sido examinado por pesquisadores de segurança e seja possível descobrir se algum problema foi encontrado e se já foi corrigido;
3.    Produtos recém-lançados representam um risco maior. Juntamente com os bugs comuns encontrados em novos produtos, esses dispositivos podem conter problemas de segurança que ainda não foram descobertos pelos pesquisadores de segurança. A melhor opção é comprar produtos que já tiveram atualizações de software;
4.    Sempre considere a segurança no aspecto “remoto” do dispositivo, especialmente se você usar um celular Android. Os apps geralmente são úteis e facilitam a vida, mas, depois que um smartphone é atingido por malware, muita coisa pode dar errado;
5.    Para superar o desafio da cibersegurança de dispositivos inteligentes, a Kaspersky desenvolveu o Kaspersky OS, amplamente utilizado em hardware e software de fabricação personalizados. Este sistema pode ser usado em dispositivos móveis e PCs, dispositivos IoT, sistemas de energia inteligentes, sistemas industriais, telecomunicações e sistemas de transporte. Ainda há oportunidades adicionais para este sistema no setor automotivo. Para saber mais, acesse o site da empresa.

Para acessar a análise detalhada dos dispositivos inteligentes para carros autônomos, acesse o relatório completo no Securelist

 

Sem Comentários

Insira um Comentário