Segurança: os perigos de usar o pneu reformado

Segurança: os perigos de usar o pneu reformado

Equipar sua moto com pneu remold é colocar sua segurança em risco e ainda, cometer uma infração grave de trânsito

Segurança em primeiro lugar! A motocicleta é o veículo que melhor atende as necessidades de locomoção do brasileiro. Sua praticidade, economia, facilidade de condução, fazem dela uma excelente alternativa de transporte, mas para que ela possa atender à sua função, alguns cuidados são necessários, como pilotar com prudência e responsabilidade e fazer corretamente a sua manutenção, tanto periódica, quanto preventiva.

E um dos itens que mais estão relacionados à segurança do motociclista são os pneus, afinal, são eles os responsáveis por promover o contato da moto com o chão e qualquer falha pode provocar um acidente de graves consequências. Apesar disso, ainda há motociclistas que na hora de substituí-los, acabam fazendo uma escolha perigosa e ilegal ao optarem por pneus reformados, também conhecidos por pneus remold ou recauchutados.

A Resolução 158 do Contran (Conselho Nacional de Trânsito) proíbe desde abril de 2004 o uso deste tipo de pneu, enquanto que a Portaria 554/2015 do Inmetro proíbe o serviço de reforma de pneus.

Pneus de motocicleta não foram projetados para serem reaproveitados e isso se deve a alguns fatores. O processo de reforma de um pneu consiste na raspagem de sua carcaça para a adição de uma nova camada de borracha e no caso dos pneus de moto, isso torna-se inviável por alguns motivos.

A carcaça de um pneu de moto sofre um desgaste acentuado quando chega no final de sua vida útil e como ela serve de estrutura para o pneu, isso impossibilita que venha a ser reutilizada. Além disso,  como as camadas de materiais presentes em um pneu usado de moto são muito finas, isso dificulta a raspagem do material velho e isso pode contribuir para a formação de rugas, bolhas e má adesão da nova camada de borracha, o que pode provocar descolamento e comprometer seriamente a estabilidade da motocicleta.

Por fim, vale ressaltar a importância de verificar periodicamente o estado dos pneus da sua moto, checando o TWI (indicador de desgaste), além de procurar desenvolver uma pilotagem que contribua com a longevidade dos seus pneus.

 

Sem Comentários

Insira um Comentário