Resenha: “Alladin, o musical”, a magia de divertir

Resenha: “Alladin, o musical”, a magia de divertir

Alladin é um clássico das histórias infantis e, para atrair a atenção dos mais novos, precisa se reinventar sempre na forma de se contá-la. Afinal, a concorrência com tablets, celulares e outras modernidades é pesada. O cinema teve a releitura para o clássico que passou este ano, com Will Smith no papel do personagem gênio da lâmpada.

E o musical que estreou neste último final de semana no Teatro Porto Seguro, em São Paulo, também conseguiu fazer bem essa releitura.

Inserindo músicas, humor e um elenco comprometido, “Alladin, O Musical” faz adultos e crianças darem boas risadas. O ritmo da história começa um pouco arrastado, mas vai crescendo e ganha destaque com a entrada do gênio da lâmpada, interprestado pelo bom ator (Caio Mutai). Destaque também para o Tapete Voador (Gustavo Della Serra), que faz parceria com Alladin, ganhando protagonismo também, e para o engraçado vilão Jafar (Léo Rommano)

O Alladin desse espetáculo é divertido, debochado, canta rap e músicas contemporâneas para fazer as crianças se conectarem ainda mais com a história. No final das contas, pais e filhos saem felizes e com um sorriso no rosto.

A cenografia é mito bem aproveitada com uma carroça que se transforma em palácio, casa de Alladin, loja de comida, entre outros. As projeções ajudam a levar a plateia para a história e a se sentir parte dela. Até o momento do voo no tapete do casal principal da história foi bem resolvido com imaginação.

São 75 minutos de diversão em um teatro moderno, aconchegante e com muito conforto. Vale a pena levar os pequenos.

Alexandre Carvalho

Serviço:

Aladdin, o Musical

Temporada: de 2 de novembro a 8 de dezembro – Sábados e domingos, às 15h.

Ingressos: R$ 90,00 plateia / R$ 50,00 balcão e frisas.

Classificação: Livre.

Duração: 75 minutos.

Local: Teatro Porto Seguro, Al. Barão de Piracicaba, 740 – Campos Elíseos – São Paulo/SP –  (11) 3226.7300.

Capacidade: 496 lugares.

Sem Comentários

Insira um Comentário