F1: Mercedes não tem pressa de renovar com pilotos

F1: Mercedes não tem pressa de renovar com pilotos

Troca de pilotos faz alemães retardarem renovação de contratos de sua dupla

Lewis Hamilton e Valtteri Bottas aguardam por novidades quanto ao seu contrato, que termina no final do ano, mas a Mercedes não está com muita vontade de avançar com renovações, numa altura em que a competição está parada.

Hamilton deverá ser uma escolha óbvia para continuar, agora que Sebastian Vettel está livre em 2021, o alemão poderá influenciar a Mercedes a baixar um pouco valor do contrato do britânico. Também Valtteri Bottas está sem contrato para 2021 mas no seu caso, a situação parece mais complexa.

As chefias da Daimler gostam da ideia de ter um alemão ao volante de um Mercedes na F1 e a ideia de ter Vettel na equipe agrada muito, segundo os rumores que correm. Do outro lado está a equipe que parece estar inclinada em dar uma oportunidade a George Russell, o jovem britânico que se estreou no ano passado. Russell tem talento e mais que isso, mostrou uma postura impecável que certamente terá agradado à Mercedes. Bottas precisa de mostrar que está em forma e que pode subir o nível e talvez por isso a Mercedes aguarde pelo arranque da época.

“Somos leais aos nossos pilotos atuais e não queremos iniciar as negociações neste momento em que a temporada ainda nem começou “, disse Wolff às emissoras alemãs RTL e NTV. “A ideia de Vettel seria fantástica do ponto de vista alemão, mas devemos permanecer fiéis aos nossos princípios. A lealdade é importante e um dos nossos valores. Conheço Vettel como pessoa, ele é muito direto e tem valores semelhantes aos que eu tenho. Como atleta, ele é quatro vezes campeão mundial, por isso não é necessário discutir seu desempenho.”

Mesmo o futuro de Wolff na Mercedes não está confirmado até o final de 2020, e precisa ponderar não apenas no seu papel como chefe de equipa, mas também como acionista da Mercedes. “Não se trata apenas de prolongar o meu contrato como chefe de equipe, mas também o que fazemos com essa parceria maior. E é isso que estamos a discutir agora ”, disse Wolff à agência austríaca ORF.

Sem Comentários

Insira um Comentário