Pandemia cancela mais três etapas do Mundial de F1

Pandemia cancela mais três etapas do Mundial de F1

Temporada de 2020 teve 13 dos 22 GPs canceladas ou adiadas

Mais uma da Covid-19: os organizadores do Mundial de Fórmula 1 informou  hoje, sexta-feira dia 12 de junho, o cancelamento das etapas do Azerbaijão, Cingapura e Japão.

“Em resultado dos desafios apresentados pela pandemia do Covid-19, os organizadores locais decidiram cancelar os eventos marcados para 2020. Estas decisões foram tomadas devido a diferentes desafios que os promotores enfrentam nestes países. Em Cingapura e Azerbaijão, o tempo necessário para construir circuitos de rua fez com que receber eventos durante este período de incerteza se tornasse impossível e, no Japão, as restrições às viagens ainda em vigor levaram à decisão de não realizar a corrida”, diz a noticia publicada no site oficial da Fórmula 1.

A sucessão de cancelamentos pode fazer que a segunda metade da temporada do Mundial de Fórmula 1 venha a realizar-se em circuitos que não integravam o calendário inicial de 2020, como o Autódromo Internacional do Algarve, em Portugal.

“Ao mesmo tempo, alcançamos progressos significativos com atuais e novos promotores para integrarem o calendário revisto e foi particularmente motivador o interesse demonstrado pelos novos circuitos em receber a Fórmula 1 este ano”, explicam os responsáveis pela categoria.

O início da temporada de F1 estava previsto para 15 de março, na Austrália, mas a prova foi cancelada devido à pandemia de Covid-19.

Ao todo, já foram canceladas ou adiadas 13 das 22 corridas da temporada, mas os responsáveis do campeonato esperam conseguir revelar um calendário revisto com 15 a 18 corridas até ao fim deste ano.

A F1 já confirmou que o campeonato vai começar na Áustria, no circuito de Red Bull Ring no dia 5 de julho e que as oito primeiras etapas da temporada 2020  serão na Europa sem a presença de público.

 

 

Sem Comentários

Insira um Comentário