Atriz apresenta programa sobre mulheres do circo

Atriz apresenta programa sobre mulheres do circo

Atriz Daniela Rocha-Rosa produz e apresenta “Quem Sou Eu? Mulheres Circenses 2020”

Um programa de entrevistas sobre a vida, a arte e a obra de diferentes mulheres que compõem o panorama das artistas circense na atualidade. Essa é a proposta da atriz e diretora Daniela Rocha-Rosa, em seu canal no YouTube, com o programa Quem Sou Eu? Mulheres Circenses. Toda quinta, um episódio inédito com temas como: empoderamento, empreendedorismo, anti-homofobia, antirracismo, arte, trabalho, vida, sexualidade, ancestralidade, trajetória, família, luz, circo e outros.

Em sua segunda temporada, o episódio da semana é sobre o tema Erotismo e Mitologia – Trabalho Arte e Liberdade com Paula Toledo, empresária circense, poeta e performer. A ideia é falar sobre a influência da Mitologia Grega nos processos atuais. O programa conta com a participação especial de Júlia Linda, artista plástica e Fabiana Sacca, Helper em Pathwork com 35 anos de trabalho em relacionamento, sexualidade e criadora do método Alquimia Espiritual.

Daniela ressalta a questão da resiliência destas mulheres. “Com super-poderes adquirido neste ambiente, elas nos inspiram na busca de um caminho que respeite as próprias escolhas”.

Na primeira temporada, com 17 episódios, foram entrevistadas artistas do circo novo, tradicional, transexual, mulheres negras e pensadoras circenses. Para a segunda temporada, com 10 programas, a proposta é continuar trabalhando diversidade, não somente entre técnicas artísticas escolhidas, como também nos temas diretamente ligados ao erotismo e sobre propostas criativas no trabalho atual.

Os programas são transmitidos pelo canal do YouTube: Daniela Rocha-Rosa Humana

https://www.youtube.com/watch?v=hYHlqVsbpUo

Programa Quem Sou Eu – Mulheres Circenses

Concepção, direção, produção e apresentação: Daniela Rocha-Rosa.

Direção geral e Operação Técnica: Marcelo Lujan.

Sobre Daniela Rocha-Rosa

Atriz, Diretora, Palestrante e Mestre de Cerimônias. Desde o início de sua carreira, há 20 anos, trabalha as técnicas circenses como recurso criador para seus personagens e espetáculos. Formada em Jornalismo (Universidade Bandeirante) e Artes Dramáticas (PUC/ TUCA SP), estudou especialização em Filosofia da Educação (PUC – SP) e especializou-se em Artes Cênicas (Faculdade Paulista de Artes).

Há 8 anos, por um desejo quase que inconsciente de viver uma arte mais “alegre” (não menos profunda), elegeu a estética circense como um caminho de pesquisa livre e autoral. Desta pesquisa surgiu sua Companhia LaClass Excêntricos, que hoje possui 6 espetáculos em seu repertório.

Dani também participa de outros coletivos (Circo Zanni desde 2012, Circo Amarillo 2012) como artista, dirigiu e preparou o elenco de diversos grupos e artistas solos, como: Cia LaMala, Cia Suno, Cia dos Relativos, o mágico Gutto Thomas; Josefa Skandara com número de chapéus; Iara Gueler com número de corda; Marcelo Lujan, com o solo Marcelino em Pente Fino. Há 2 anos faz um trabalho de preparação de atores e não atores sob a ótica do “Quem sou eu? Um encontro com a consciência da sua própria personalidade”.

Sem Comentários

Insira um Comentário