Nissan renova patrocínio ao Time Nissan por mais um ano, o 9º consecutivo em sua trajetória

Nissan renova patrocínio ao Time Nissan por mais um ano, o 9º consecutivo em sua trajetória

A decisão busca dar segurança e tranquilidade aos atletas na preparação para as competições que estão por vir. Grupo criado em 2012 é formado por 11 atletas olímpicos e paralímpicos e pelo mentor Clodoaldo Silva

A Nissan do Brasil anunciou hoje a renovação do patrocínio ao Time Nissan por mais um ano, o 9º consecutivo na história do grupo formado por medalhistas olímpicos e paralímpicos. A decisão reforça o compromisso da fabricante japonesa de automóveis com o desenvolvimento de atletas e com o esporte brasileiro.

“A pandemia postergou o sonho dos nossos atletas, de fazer bonito nas arenas mundo afora. Contudo, seguimos firmes com nosso propósito e renovamos hoje o nosso patrocínio por mais um ano. Nosso objetivo é dar a eles toda a tranquilidade e segurança para se prepararem para as grandes competições que estão por vir”, comenta Marco Pacheco, diretor de Marketing da Nissan do Brasil.

Criado em 2012, o Time Nissan mescla atletas em diferentes momentos de carreira, de nomes já consagrados a jovens promessas. Em 2017, o projeto teve uma evolução: o Time Nissan 2.0. Ele é formado por 11 atletas de nove modalidades esportivas e pelo mentor Clodoaldo Silva, lenda do esporte com 14 medalhas em Jogos Paralímpicos. O grupo reafirma um dos principais pilares da empresa, que é a diversidade. A equipe se divide em seis atletas olímpicos e seis paralímpicos – incluindo o mentor –, sendo seis homens e seis mulheres.

Durante o isolamento social decorrente da pandemia, os integrantes do Time Nissan, assim como a maioria dos atletas de todo o mundo, tiveram que se afastar dos treinos. Pouco a pouco, eles retornaram às atividades adaptando-se à nova rotina. Recentemente alguns deles, como a dupla Ágatha e Duda, o mesatenista Hugo Calderano e a maratonista aquática Ana Marcela, voltaram às competições.

Apenas nos últimos 3 anos – desde 2017 – os atletas do Time Nissan já somaram 161 medalhas internacionais. Foram 86 ouros, 40 pratas e 35 bronzes. Seis atletas do time já estão classificados para Tóquio e os outros cinco seguem determinados a garantir uma vaga para representar o Brasil e o Time Nissan em terras nipônicas.

Confira o perfil dos atletas do Time Nissan:

Mentor: Clodoaldo Silva (Natação Paralímpica)
Nascimento: 01 de fevereiro de 1979 (41 anos)
Cidade: Natal (RN)
Principais conquistas: aposentado desde as Paralimpíadas do Rio, em 2016, onde conquistou sua 14ª medalha Paralímpica (6 de ouro); 19 medalhas em Pan-Americanos (13 de ouro); 9 medalhas de ouro em Campeonatos Mundiais.

Ágatha Bednarczuk (Vôlei de Praia)
Nascimento: 22 de junho de 1983 (37 anos)
Cidade: Curitiba (PR)
Principais conquistas: Prata nos Jogos Olímpicos Rio 2016; Campeã Mundial de 2015; Campeã do Circuito Mundial de 2015 e 2018.

Classificada para Tóquio ao estar, com sua parceira, entre as melhores duplas mundiais e por terem sido uma das duas melhores duplas da corrida olímpica brasileira, garantindo a vaga em outubro de 2019.

Ana Marcela Cunha (Maratonas Aquáticas)
Nascimento: 23 de março de 1992 (28 anos)
Cidade: Salvador (BA)
Principais conquistas: Tetra Campeã do Circuito Mundial; 12 medalhas Campeonatos Mundiais (5 ouros, 2 pratas e 5 bronzes); Melhor Atleta do Mundo (2010, 2014, 2015, 2017, 2018 e 2019).

Classificada para Tóquio ao terminar na quinta colocação na prova de 10km do Mundial de Esportes aquáticos 2019 em Gwangju, na Coreia do Sul, garantindo assim a vaga em julho 2019.

Caio Ribeiro (Paracanoagem)
Nascimento: 17 de fevereiro de 1986 (34 anos)
Cidade: Rio de Janeiro (RJ)
Principais conquistas: Bronze nos Jogos Paralímpicos Rio 2016; 8 medalhas em Campeonatos Mundiais (2 ouros, 5 pratas e 1 bronze)

Classificado para Tóquio conquistou a vaga em agosto do ano passado ao levar o Bronze e a Prata respectivamente nas modalidade KL3 (Caiaque) e VL3 (Canoa) durante o Mundial de Szeged na Hungria.

Eduarda Lisboa (Vôlei de Praia)
Nascimento: 1 de agosto de 1998 (22 anos)
Cidade: Aracaju (SE)
Principais conquistas: Campeã dos JOJ de Nanjing (2014); Bicampeã Mundial Sub21 (2016, 2017); Campeã Circuito Mundial (2018); Eleita melhor Jogadora do mundo (2018, 2019).

Classificada para Tóquio ao estar, com sua parceira, entre as melhores duplas mundiais e por terem sido uma das duas melhores duplas da corrida olímpica brasileira, garantindo a vaga em outubro de 2019.

Hugo Calderano (Tênis de Mesa)
Nascimento: 22 de junho de 1996 (24 anos)
Cidade: Rio de Janeiro (RJ)
Principais conquistas: Bronze nos JOJ de Nanjing 2014; 5 medalhas em Pan-Americanos (4 ouros e 1 bronze); nº 6 do mundo (Set 2020)

Classificado para Tóquio ao se tornar Bicampeão Pan-americano de Tênis de Mesa na prova individual em Lima 2019, o atleta garantiu vaga em agosto 2019.

Jane Karla Rodrigues (Tiro com Arco Paralímpico)
Nascimento: 6 de julho de 1975 (45 anos)
Cidade: Goiânia (GO)
Principais conquistas: Ouro no Parapan-Americano de Toronto (2015); 5ª colocada nos Jogos Paralímpicos Rio 2016; atual recordista mundial indoor.
A atleta conquistou no ano passado a vaga para o Brasil ao terminar na sexta colocação do Mundial de Hertogenbosch, na Holanda. Atualmente, Jane aguarda a seletiva nacional para confirmar se a vaga irá para ela.

Petrúcio Ferreira (Atletismo Paralímpico)
Nascimento: 18 de novembro de 1996 (23 anos)
Cidade: São José do Brejo do Cruz (PB)
Principais conquistas: Ouro nos 100m (T47), prata nos 400m (T47) e 4x100m (T47) nos Jogos Paralímpicos Rio 2016; 4 ouros em Campeonatos Mundiais (100/200m (T47) Londres 2017 e 100/400m (T47) Dubai 2019); Recordista mundial dos 100m e 200m (T47).

Classificado para Tóquio ao tornar-se Campeão Mundial, em novembro 2019, nos 100m e nos 400m, ambos na Classe T47, durante as provas em Dubai nos Emirados Árabes.

Renato Rezende (BMX)
Nascimento: 28 de fevereiro de 1991 (29 anos)
Cidade: Rio de Janeiro (RJ)
Principais conquistas: Campeão mundial Elite Cruiser (2010); Bicampeão Pan-Americano de BMX (2014 e 2015) e primeiro brasileiro a se classificar na modalidade para uma edição dos Jogos Olímpicos (Londres 2012)
Dentro da modalidade de BMX apenas um brasileiro deve classificar, o atleta está liderando o ranking Olímpico com 1006 pontos.

Susana Schnarndorf (Natação Paralímpica)
Nascimento: 12 de outubro de 1967 (52 anos)
Cidade: Porto Alegre (RS)
Principais conquistas: Prata no 4×50 livre misto Jogos Paralímpicos Rio 2016; Campeã mundial nos 100m peito (2013).
Atualmente, a atleta aguarda as provas internacionais para buscar o índice necessário que irá garantir sua vaga para Tóquio.

Verônica Hipólito (Atletismo Paralímpico)
Nascimento: 2 de junho de 1996 (24 anos)
Cidade: São Bernardo do Campo (SP)
Principais conquistas: Prata nos 100m e Bronze nos 400m nos Jogos Paralímpicos Rio 2016; Campeã mundial dos 200m T38 (2013); 7 medalhas em Jogos Pan-americanos (3 ouros e 4 pratas).
Atualmente, a atleta aguarda as provas internacionais para buscar o índice necessário que irá garantir sua vaga para Tóquio.

Ygor Coelho (Badminton)
Nascimento: 24 de novembro de 1996 (23 anos)
Cidade: Rio de Janeiro/RJ
Principais conquistas: Hexacampeão Pan-Americano júnior; 1º no ranking brasileiro de badminton e primeiro brasileiro a se classificar na modalidade para uma edição dos Jogos Olímpicos (Rio 2016); ouro no Pan-Americano de Lima 2019.
Para garantir a vaga em Tóquio, o atleta precisa ficar entre os 34 melhores do ranking Olímpico. Atualmente, Ygor está em na posição 22 e aguarda as novas provas.

Sem Comentários

Insira um Comentário