Honda vai abandonar a F1 no final da temporada de 2021

Honda vai abandonar a F1 no final da temporada de 2021

Japoneses dizem que seus novos objetivos na produção de novos motores neutros em carbono

A Honda confirmou hoje,  sexta-feira dia 2 de outubro, que vai abandonar o mundial de Fórmula 1 no final da próxima temporada.

Em comunicado, a Honda que fornece motores às equipas da Red Bull e AlphaTauri, alega que os seus novos objetivos na produção de novos motores neutros em carbono, explicando que pretende “atingir a neutralidade em carbono em 2050”.

A Honda viveu os seus momentos mais gloriosos na categoria no final da década de 80, regressando depois à competição em 2006 e retirando-se apenas dois anos depois.

Em 2015, a marca japonesa voltou a associar-se à McLaren, substituindo a Mercedes, mas viveu três temporadas difíceis com o motor V6 a ficar abaixo das expectativas.

Com esta decisão dos japoneses, Red Bull e a sua subsidiária Alfa Tauri vão ter de encontrar um novo fornecedor de motores para 2022, ano de implementação de novos regulamentos da Fórmula 1.

Em comunicado, a equipa Red Bull, que em 2018 trocou a Renault pela Honda já revelou que compreende e respeita a decisão agora revelada pela Honda, deixando a garantia de que está preparada para novos desafios.

“Entendemos e respeitamos o raciocínio que está por trás desta decisão, que nos coloca alguns desafios. Estamos bem preparados para responder com eficácia, como já fizemos no passado”, afirmou Chris Horner, diretor da Rede Bull Racing.

Sem Comentários

Insira um Comentário