Cientista política conta a história da ligação da sua família com os carros da Ford

Cientista política conta a história da ligação da sua família com os carros da Ford

Carol Frassão, 31 anos, viveu a infância viajando com a família na Belina do pai

Os carros são companheiros de trabalho, viagens e momentos importantes na vida de muitas pessoas, que acabam criando uma ligação afetiva com eles. E o mesmo acontece com as marcas. Carol Frassão, cientista política de 31 anos, moradora em São Paulo, tem uma história especial com a Ford, que ela conta neste vídeo da série Hall da Fidelidade.

“Para mim, carro sempre foi Ford. Eu nasci no Rio Grande do Sul, meu pai tinha uma Belina e eu cresci dentro dela. A gente viajava diversas vezes por ano para visitar minha família em São Paulo”, lembra Carol.

O seu primeiro carro também foi um Ford, um New Fiesta que ela ganhou do pai sete anos atrás e virou seu xodó. “Rodei o Brasil com ele, com várias pessoas, muitas malas, comida para uma semana. Já dormi dentro dele, então tem muitas histórias e ele fez parte de tudo isso”, conta.

O carro participou até do casamento de Carol, no ano passado. Além dos noivos, ele levou o bolo, o tapete de decoração, docinhos e outras coisas na viagem de seis horas até o litoral de São Paulo, com sucesso. Este ano, porém, ela e o marido foram assaltados e levaram o carro.

 “Foi um momento muito difícil, não só pelo material mas também por perder o companheiro. Até contando dele dá uma saudade gostosa dessas lembranças e de tudo que a gente passou”, descreve Carol. O mais curioso é que ela acabou recebendo o dinheiro da seguradora no dia 24 de agosto, exatamente a mesma data em que retirou o carro da concessionária sete anos antes. Agora, quer comprar um EcoSport.

“Eu sei que vou ter um novo companheiro e a gente ainda vai viver muita coisa. Tenho certeza de que a minha história com a Ford não parou por aqui”, completa.

Sem Comentários

Insira um Comentário