GP Brasil de F1 confirmado até 2025 em Interlagos

GP Brasil de F1 confirmado até 2025 em Interlagos

Cidade de São Paulo continuará sendo a sede da etapa brasileira da categoria

A Fórmula 1 confirmou ontém,  quarta-feira  dia 16 de dezembro, que o Autódromo de Interlagos sediará um Grande Prêmio da categoria até 2025.

A renovação do contrato entre a cidade de São Paulo e a empresa Liberty Media – empresa que controla a FOM ( Formula One Management), braço comercial da categoria – havia sido anunciada pelo governador João Doria e pelo prefeito Bruno Covas, ambos do PSDB, em 12 de novembro, após longa negociação. Na ocasião, a F1 não havia se pronunciado.

“O Brasil é um mercado muito importante para a Fórmula 1, com fãs dedicados e uma longa história no esporte. A corrida no Brasil sempre foi um destaque para nossos fãs, pilotos e nossos parceiros e estamos ansiosos para proporcionar aos fãs uma corrida emocionante em Interlagos em 2021 e nos próximos cinco anos”, disse Chase Carey, CEO da F1.

Neste ano, a prova foi cancelada pela pandemia da Covid-19. A do ano que vem está marcada para 14 de novembro.

O evento passará a ser gerido no Brasil pela empresa Mubadala, baseada em Abu Dhabi. O novo promotor será Alan Adler, em substituição a Tamas Rohonyi. Este último é dono da Interpub, que foi a responsável pelas operações do GP em Interlagos desde 1990.

O contrato anterior de Interlagos, válido até 2020, havia sido firmado entre Rohonyi e Bernie Ecclestone, ex-chefe da FOM, sem a cobrança da chamada taxa de promotor –ela gira em torno de US$ 20 milhões para a maioria das provas.

Com o novo contrato, a taxa passará a ser paga por São Paulo. O valor não foi revelado.

A F1 também confirmou a mudança de nome oficial do GP Brasil para GP de São Paulo, atendendo à vontade do poder público municipal e estadual, comandados pelos tucanos.

Apesar de a corrida ter flertado com o Rio de Janeiro para levar a corrida para a cidade, o autódromo prometido pelos cariocas na região de Deodoro (zona oeste da cidade) ainda nem saiu do papel, devido a impedimentos ambientais. O local escolhido para a construção está localizado na floresta de Camboatá, área de mata atlântica na zona oeste da cidade.

Fonte: FolhaPress

Sem Comentários

Insira um Comentário