F1: Red Bull com motores da Honda até 2025

F1: Red Bull com motores da Honda até 2025

Equipe cria empresa para continuar a utilizar os motores da marca japonesa na F1

A Red Bull anuncia que chegou a acordo com a Honda, para que a sua equipe de F1, bem como a AlphaTauri, continuem a utilizar motores da marca japonesa até ao final de 2025.

A decisão surge depois da Honda ter anunciado em outubro que iria deixar a categoria no final da temporada de 2021, e após a recente decisão da Comissão de F1 da Federação Internacional do Automóvel (FIA), ter decido congelar o desenvolvimento dos motores a partir de 2022, e até 2024.

Desta forma, a equipe criou uma empresa denominada Red Bull Powertrains Limited, que vai ter a responsabilidade de gerir o novo projeto.

“Temos discutido este assunto com a Honda há algum tempo e, na sequência da decisão da FIA de congelar o desenvolvimento de unidades de potência a partir de 2022, pudemos finalmente chegar a um acordo sobre a continuarmos a utilizar as unidades híbridas de potência da Honda”, explicou o conselheiro da Red Bull, Helmut Marko em comunicado.

A decisão da Red Bull criar uma divisão para gerir os motores dos seus carros já vinha a ser pensada há algum tempo e deixa em aberto a possibilidade de a equipe vir a criar o seu próprio motor a partir de 2025, o que é visto por Christian Horner, como um passo importante.

“A Honda investiu significativamente em tecnologia híbrida para assegurar o fornecimento de unidades de potência competitivas a ambas equipes. Iniciamos agora o trabalho de trazer a divisão de unidades de motores e integrar as novas instalações e pessoal no nosso Campus Tecnológico. Entretanto, estamos totalmente concentrados em alcançar os melhores resultados possíveis no que será a última temporada da Honda como fornecedor oficial de unidades de energia”, acrescentou chefe de equipa Red Bull, Christian Horner.

Sem Comentários

Insira um Comentário