Como escolher a cadeirinha de carro ideal

Como escolher a cadeirinha de carro ideal

As cadeirinhas para carro são obrigatórias para proteger o transporte de crianças em veículos particulares

Os Sistemas de Retenção Infantil (SRI), popularmente conhecidos como cadeirinhas para carro, são dispositivos responsáveis pela segurança das crianças nos veículos. Acoplados ao banco do carro, eles protegem os pequenos em casos de acidente ou mesmo de uma freada mais brusca.

Por isso, é fundamental que os pais saibam qual cadeirinha é a ideal para seu filho, como instalá-la e quais as regras para a utilização do dispositivo. Até que idade a criança precisa usá-la? Quais são os tipos existentes no mercado? Qual o peso ideal para cada uma?

Compreenda melhor o papel das cadeirinhas para carro e escolha a ideal com a ajuda deste artigo. Você ainda pode conferir a legislação sobre o uso desses dispositivos, já que novas alterações entraram em vigor em 2021.

Quais os tipos de cadeirinhas para carro?

Os tipos de cadeirinhas para carro são divididos em grupos que se relacionam com a faixa etária e o peso da criança. Por isso, para selecionar o melhor para seu filho, é necessário levar esses fatores em consideração e sempre usar a cadeirinha adequada .

Confira a seguir:

I: dispositivo “bebê conforto” ou “conversível”. É usado do nascimento até 1 ano de idade e até 13 Kg;

II: dispositivo “cadeira de segurança”. É ideal para crianças de 1 a 4 anos de idade, com peso de 9 a 18 Kg;

III: dispositivo “assento de elevação ou booster”. Utilizado por crianças entre 4 e 7 anos e meio de idade. De acordo com a nova resolução sobre o uso das cadeirinhas, crianças de até 10 anos, menores que 1,45m e com peso entre 15 e 36kg também precisam desse dispositivo, sempre respeitando os limites de peso e altura estabelecidos pelo fabricante.

No caso dos boosters, recomenda-se a compra daqueles que acompanham encosto para melhorar a proteção em casos de impactos laterais no veículo .

Vale destacar que alguns modelos servem para mais de um grupo. É o caso das chamadas cadeiras multigrupo. Elas podem ser utilizadas em diversas configurações e se tornaram populares por possibilitar o transporte das crianças por mais de um estágio de crescimento .

Porém, por ser um dispositivo híbrido, nem sempre o tipo multigrupo alcança um bom desempenho total. O ideal é que a cadeirinha adquirida seja feita especialmente para a idade e o peso da criança no estágio de crescimento em que ela se encontra.

Seja qual for o produto adquirido por você, certifique-se de que ele atenda às normas brasileiras de segurança e tenha o selo de conformidade do Inmetro fixado.

Instalação das cadeirinhas

A maioria dos SRIs é instalado e preso ao veículo utilizando o cinto de segurança. Essa é uma característica muito particular dos países da América Latina, que normalmente não contam com ISOFIX instalado nos carros vendidos em seus territórios.

Esse ISOFIX é uma ancoragem que permite à cadeirinha ser fixada diretamente no chassi do veículo. Caso o seu carro venha com esse sistema, é necessário avaliar se a cadeirinha é compatível com ele. Os clipes da cadeira precisam ser acoplados às peças da ancoragem.

Caso o seu veículo não conte com esse sistema, não se preocupe. A cadeirinha pode ser instalada utilizando os cintos de segurança mesmo. Porém, a atenção com a instalação deve ser redobrada.

Isso porque os cintos geralmente ficam mais folgados e tendem a perder o ajuste gradualmente com o tempo. O ideal é que eles sejam reajustados ou reinstalados uma vez por semana, seguindo as instruções do fabricante.

Sobre a orientação da cadeirinha, o bebê conforto deve ser instalado no banco traseiro, voltado para trás, para crianças de até 13kg.

O que a lei diz sobre cadeirinhas para carro?

O Conselho Nacional de Trânsito (Contran) é o principal órgão que regulamenta as diretrizes acerca do uso da cadeirinha para carro. A Resolução nº 819 do Contran, que entrou em vigor em abril de 2021, atualizou as normas já existentes sobre o tema.

De acordo com ela, todas as crianças com idade inferior a dez anos que não tenham atingido 1,45m de altura devem ser transportadas no dispositivo de retenção adequado, no banco traseiro do veículo. Os únicos casos em que elas podem ser colocadas no banco dianteiro são:

• caso o veículo não tenha bancos traseiros, como as caminhonetes de cabine simples;

• quando a quantidade de crianças menores de dez anos exceder a lotação do banco traseiro;

• quando os bancos traseiros do veículo forem dotados somente de cintos de segurança de dois pontos (subabdominais).

• Mesmo assim, elas precisam ser transportadas com o uso do sistema de retenção. Caso o banco dianteiro tenha airbag, a cadeirinha não pode ser colocada voltada para trás, independentemente da idade da criança. Ela também não deve possuir bandeja ou qualquer acessório equivalente que possa machucá-la caso o airbag seja ativado.

O artigo 4º ainda afirma:

III – salvo instruções específicas do fabricante do veículo, o banco do passageiro dotado de airbag deve ser ajustado em sua última posição de recuo, quando ocorrer o transporte de crianças neste banco.

Todas as regras acima valem para carros particulares.

Quais as melhores cadeirinhas para carro do mercado?

O Programa de Avaliação de Sistemas de Retenção Infantil (PESRI) é uma associação que busca conscientizar consumidores sobre a relevância do uso desses dispositivos. O Programa, guiado pelo Latin NCAP, finalizou recentemente um novo teste de desempenho sobre os principais modelos de cadeirinhas para carro disponíveis no mercado latino-americano.

Os produtos foram testados em impacto frontal e lateral e suas certificações também foram analisadas. O estudo também verificou a qualidade das instruções dos fabricantes sobre o modo de uso e instalação dos dispositivos.
Sem Comentários

Insira um Comentário