Nissan LEAF eletrifica a jornada do Vaticano

Nissan LEAF eletrifica a jornada do Vaticano

 Montadora japonesa compartilha com a Santa Sé a ambição de atingir a neutralidade de carbono; 100% elétrico Nissan LEAF passa a integrar a frota do Vaticano

A Nissan entregou uma unidade de seu veículo 100% elétrico Nissan LEAF para o Vaticano, que simboliza a ambição compartilhada das duas organizações para atingir a neutralidade de carbono.

O Nissan LEAF – veículo elétrico zero emissão e o primeiro no mundo a ser comercializado em massa – foi entregue ao Cardeal Giuseppe Bertello, Presidente do Governo da Cidade-Estado do Vaticano e Presidente da Comissão Pontifícia da Cidade-Estado do Vaticano.

Esta doação acontece após o lançamento da plataforma de ação Laudato si’, que visa tornar as instituições católicas ambientalmente sustentáveis dentro de sete anos. A plataforma remete ao nome da encíclica papal de 2015, cujo tema é o meio ambiente.

Durante a entrega das chaves do Nissan LEAF na cor branca, em cerimônia especial no Vaticano, Marco Toro, Diretor Geral da Nissan na Itália, comentou: “Em nome da Nissan, tenho a honra de apoiar a Santa Sé em sua jornada rumo à descarbonização de suas atividades, uma meta que é compartilhada pela Nissan”.

“Estamos trabalhando para que 75% de nossas vendas na Europa sejam eletrificadas até 2023, com uma linha de veículos 100% elétricos até os anos 2030. Para isso, contamos com o legado do Nissan LEAF, o primeiro veículo elétrico no mundo a ser comercializado em massa, que já conta com 530 mil unidades em circulação, permitindo economizar mais de 2,8 milhões de toneladas de CO2 em todo o mundo1.”

Disponível com dois tamanhos de bateria e tecnologias que incluem o Nissan e-Pedal – um sistema que permite dirigir utilizando apenas um pedal –, o Nissan LEAF comercializado nos mercados europeus é produzido na cidade de Sunderland, no Reino Unido.

A Nissan anunciou recentemente seus planos para triplicar a geração de energia renovável local para atender 20% das necessidades desta fábrica, o que é suficiente para produzir cada LEAF vendido na Europa.

Ben Greenwood, Cônsul Geral do Reino Unido em Milão e Diretor do Departamento de Comércio Internacional na Itália, disse: “Como parte da nossa campanha de Crescimento Limpo, estamos nos preparando para a COP26 em Glasgow e a Pré-COP que será realizada em Milão, neste ano. O Departamento de Comércio Internacional tem o orgulho de apoiar a Nissan Europa em sua jornada rumo a um modelo de mobilidade totalmente sustentável, que permitirá que todos os seus veículos sejam eletrificados até o início dos anos 2030”.

“O evento de hoje é testemunho de nosso desejo de trabalhar em conjunto com a Santa Sé, para ajudá-los a cumprir com suas metas de sustentabilidade e seu compromisso de atingir zero emissão de poluentes até 2050. Tudo isso faz parte do trabalho mais amplo do Papa Francisco de proteger o meio ambiente, conforme definido em 2015 em sua Encíclica Laudato si’ sobre o cuidado da Casa Comum, além do anúncio feito em dezembro de 2020, na Cúpula Mundial da Ambição Climática”.

Como parte de sua jornada global rumo ao objetivo net zero, a Nissan vai comercializar uma versão eletrificada de todos os seus veículos até o final de 2023, na Europa. Para isso, a montadora japonesa conta com mais de uma década de experiência desde o lançamento do Nissan LEAF, o primeiro veículo elétrico no mundo a ser comercializado em massa. As próximas inovações incluem o lançamento de veículos como os novíssimos Qashqai e X-Trail equipados com a exclusiva tecnologia e-POWER da Nissan, além do 100% elétrico Nissan Ariya e um novo furgão elétrico.

Faça parte do movimento ‘Electrify the World’ da Nissan. Siga nossas páginas no Facebook, Twitter, Instagram e LinkedIn e utilize a hashtag #ElectrifyTheWorld.

1: Cálculo:
Distância total percorrida (dados GDC)
/ número de veículos registrados no CarWings
x Dados de vendas totais acumuladas
Sem Comentários

Insira um Comentário