Dicas para a compra de uma moto usada

Dicas para a compra de uma moto usada

Em parceria com a revista Duas Rodas, marca lista os principais pontos a serem observados pelos motociclistas no momento da compra  

Para quem é apaixonado por moto e está em busca de uma opção mais econômica, a compra de um modelo usado é uma boa alternativa. Alguns itens importantes indicam quando uma moto foi bem cuidada ou denunciam o mau uso, queda ou falta de manutenção. Conhecer esses pontos pode evitar dor de cabeça após a compra. 

Pensando nisso, a marca de lubrificantes Mobil™, presente há mais de 100 anos no Brasil e líder no mercado de lubrificantes para motos, em parceria com a Duas Rodas, selecionou alguns importantes que devem ser observados por qualquer motociclista numa moto usada, com o objetivo de evitar um mau negócio na hora da compra. 

Confirmando a procedência: 

Qualquer outra dica será inútil se a procedência não for confiável, ou seja, confirme se a numeração do Chassi está legível. Verifique se a numeração foi adulterada ou remarcada e compare com a numeração presente no documento.  

Atenção ao motor 
Examine a moto com motor frio. Dificuldades de partida ou barulhos excessivos no motor nos primeiros segundos de funcionamento, quando o lubrificante ainda está começando a circular, podem indicar problemas de funcionamento. Fique de ouvidos atentos ao funcionamento do motor e olhos fixos na saída de escapamento em busca de fumaça.  

Procurando sinais de queda 
Verifique as extremidades da moto como: manete, guidão, pedaleira e escapamento. Danos aparentes como ralados e alavancas tortas, podem indicar queda.  

Indicativos de moto bem tratada 

Avalie os pneus. A banda de rodagem plana na traseira com riscos longitudinais pode indicar burnout, o famoso ‘zerinho’. Extremidades da banda com ondulações ou pedações de borracha saindo, são boas dicas de uso em pista. Os pinos localizados na parte de baixo das pedaleiras com aparência muito gastas também podem denunciar que a moto esteve em autódromo.  

Verificando a manutenção
Remova a bateria e cheque a fiação elétrica em busca de conexões improvisadas. Além da parte elétrica, aproveite para checar a aparência das soldas e da pintura do Chassi. 

Aparência 
Vale ressaltar que a transparência é imprescindível no momento da negociação. Além de avaliar o aspecto geral da moto, o hodômetro com baixa quilometragem é apenas um dos pontos importantes na negociação e que os demais precisam ser considerados. Lembre-se sempre, uma moto bem cuidada tem as revisões e trocas de óleo em dia. Portanto, fuja de motos com peças baixa qualidade e gambiarras, pois elas podem ser um claro sinal de que a moto tem problemas ocultos. 

Para conferir todas as dicas dos especialistas, acesse: https://www.youtube.com/watch?v=HuDhbPvkrCU  

Sem Comentários

Insira um Comentário