Saga 200’: o número sagrado da Peugeot

Saga 200’: o número sagrado da Peugeot

O segmento B hatch não pode ser imaginado sem a família Peugeot ‘200’, vamos relembrar a história antes dela aumentar

Mais de 22 milhões de exemplares vendidos em cinco continentes demonstram não só o sucesso comercial dos hatches da marca, como também provam a confiabilidade desses modelos.

A série 200 da Peugeot (203, 205, 206, 207, 208 e e-208GT) sempre foi sinônimo de produtos a frente do seu tempo. O retrospecto de toda a saga revela como ponto comum aos representantes de cada uma das gerações o fato de serem produtos completos, capazes de conquistar com muita versatilidade e dinamismo os mais diversos públicos nos cinco continentes.

O Peugeot 203, mesmo não sendo comercializado no Brasil, não poderia ser esquecido, sendo o primeiro modelo monobloco de cabeçote hemisférico e válvulas em V, atingindo 116 km/h e o primeiro da marca produzido em massa, na ordem de meio milhão de unidades. ​

No Brasil, o momento é de testemunhar o início de mais um capítulo dessa história de sucesso. Afinal, o novo Peugeot 208 chega com atributos de sobra (design diferenciado, tecnologias exclusivas, opções de motorização, acabamento primoroso e prazer de dirigir) para repetir a ruptura que o 206 representou.

Peugeot 205 (1983)

O Peugeot 205 foi o ‘Carro de Ouro do Ano’ da década de 1980. Um hatch que conquistou várias gerações com seu design exterior original, o dinamismo de suas linhas e a confiabilidade. Esse modelo tinha caráter global, sendo produzido em 7 fábricas de 3 continentes. Lendário, sua leveza, robustez e chassi resultaram em um ótimo desempenho que, desde então, faz parte do DNA da família 200.

O Peugeot 205 Turbo 16 foi uma série limitada de 200 unidades construídas para homologar a participação do modelo no Grupo B do Campeonato Mundial de Rally. Com sua carroceria reforçada, motor central transversal de 200 cv e tração nas quatro rodas, logo se tornou um carro cult e alcançou grande sucesso nas competições, vencendo o Campeonato Mundial de Rally para pilotos e construtores em 1985 e 1986; além do Paris-Dakar, em 1987 e 1988.

Peugeot 206 (1998)

O Peugeot 206 nasceu com o desafio de superar o 205. Não apenas o fez, como também se tornou o carro mais vendido da Marca no mundo. Atualizando os atributos de seu antecessor, este carro ganhou uma variedade importante de tipos de carroceria e tecnologia superior.

A oferta foi se ampliando ao longo dos anos, com carrocerias inovadoras em seu segmento, como o CC (Coupé Cabriolet), o sedã e a família SW; e uma longa lista de versões e motores, incluindo os esportivos 206 GTI, 206 RC, 206 Rallye (séries especiais).

Também foi do 206 a merecida honra de ser o primeiro automóvel da Peugeot produzido na fábrica de Porto Real (RJ), em 2001. A primazia foi seguida de um êxito estrondoso em nosso mercado. Com um design arrebatador, o 206 não apenas fez sucesso instantâneo, como subiu a régua do segmento, fazendo com que toda a concorrência se apressasse para lançar projetos renovados que tivessem alguma chance de encará-lo.

Peugeot 207 (2008)

Era uma nova geração de carros pequenos, especialmente desenvolvida e fabricada no Mercosul. Com um estilo externo vigoroso, essa nova geração adotou a tendência estilística das criações então recentes da marca, como os 307 e 407. O 207 também era oferecido em múltiplas versões que combinavam níveis de equipamentos e motores a gasolina, além das carrocerias SW e Sedan.

Peugeot 208 (2013)

Seu lançamento significou um profundo repensar da experiência de dirigir, com a estreia de uma nova arquitetura completamente ergonômica chamada Peugeot i-cockpit®, a reinterpretação da Marca da posição de dirigir.

Com um design inovador, um equilíbrio dinâmico requintado e equipamentos sem precedentes para o segmento, o 208 tornou-se rapidamente a nova referência entre os carros compactos.

Novo Peugeot 208 (2020)

A expressão máxima da visão da Marca por seu design, tecnologia e dirigibilidade. Reafirmou os valores da Marca trazendo a mais avançada tecnologia automotiva para o segmento B Hatch.

A reinterpretação da posição de condução proporcionada com o i-cockpit 3D, oferecendo uma verdadeira inovação no segmento de veículos, melhorando a condução em todos os aspectos ao potencializar a eficiência e simplicidade da leitura de informações.

Na cabine, materiais e acabamento em alto padrão, imprimindo ao 208 uma qualidade muito acima do que se vê em seu segmento – e até mesmo em categorias superiores. Com uma distribuição harmoniosa dos equipamentos, o layout privilegia o motorista, reforçando a ergonomia. O tratamento estético apurado faz uso de superfícies refinadas em todos os pontos de contato, como volante, laterais de portas e botões, realçando ainda mais a beleza, a ergonomia e a funcionalidade diferenciadas do i-cockpit 3D.

Peugeot e- 208 GT (2021)

Nascido para escrever o capítulo de maior sucesso da Série 200, o Novo Peugeot 208 é um carro excitante em todos os aspectos, e não por acaso já conquistou diversos prêmios desde o seu lançamento. O hatch foi o grande vencedor do European Car Of The Year, um dos prêmios mais cobiçados do mundo, e no Brasil, com suas configurações equipadas com motorização flex, recebeu o título de Melhor Hatch Compacto pelo Prêmio UOL Carros.

O modelo também foi eleito o Melhor Carro Compacto na décima primeira edição do CAR AWARDS BRASIL, e conquistou destaque no prêmio de Compra do Ano 2021, realizado pela Revista Motorshow.

A performance do Peugeot e-208 GT é garantida por um motor que entrega 260 Nm de torque imediatos (26,5 kgfm) e 136 cavalos de potência (100 kW), que permite ao modelo acelerar de 0 a 100km/h em apenas 8,3 segundos.

 

Sem Comentários

Insira um Comentário